Sobre pesquisa e outras infâmias

Diário de campo de dois espectadores e um pródigo bucaneiro.

segunda-feira, setembro 25, 2006

Organillero

Queridos amigos:
Hoje levantei decidido a almoçar pos-modernidade, chutar cachorros, dançar com uma modelo, sobornar o organillero; quem adivinha que significa essa última palavra? É aquela personagem que toca um realengo enquanto um macaquinho pede esmola. Organillero é uma palavra linda uma das poucas que tenho saudades em espanhol, espanhol-linguiça; até o Garcia Marques ficou demodé, ele tem que pegar uma prancha de windsurf e ficar lá em Salvador tirando onda. Estou decidido hoje a fazer cafuné no Salvador Dalí, dar uma banana aos capitais estrangeiros. Há coisas tão urgentes meus camaradas...dentre elas, tocar salsa. Que coisa boa é morrer neste mês de tanto vento solar, passo pelas vitrines e quánticamente as coisas grudam em mim e continuam como chicletes me perseguindo.

Abraços do Eladio

Imagem: Organillero / Daniel Aravena Donaire /Chile, 2005.

6 Comments:

Anonymous Rafael H. M. P. said...

Eladio,

voce decidiu se dar umas férias?

11:26 PM  
Anonymous liss said...

Eladio,

Férias e pausas sempre são boas nas nossas vidas,se voce precisa de férias são merecidas.
Bom descanso.
Liss

10:39 AM  
Anonymous Anônimo said...

Esse blog acabou?

1:55 PM  
Anonymous Anônimo said...

Senti falta de ler seus textos. Agora você já nos acostumou e vai precisar prover uma quantidade mínima dessa substância viciante. Não quero nem saber. Foi você que ofereceu a droga pela primeira vez, agora se vira meu irmão. Trate de garantir fornecimento. Aguardamos...
Abraço com carinho
Tina Salimon

9:27 AM  
Blogger Bruno Jorge said...

adoro a sua salsa, ela dá um tempero único as vidas de quem te vê e te ouve tocar,

2:47 PM  
Anonymous peyotl no terreno baldio da individualidade said...

onde não há paixões e perigos,
aí elas estão,
aí elevam-se as leis.

1:57 AM  

Postar um comentário

<< Home